Considerando o atual cenário político brasileiro, o corpo social do Instituto de Psicologia vem a público reafirmar o compromisso social da Psicologia com a defesa da democracia e dos Direitos Humanos. Como instituição de formação e atendimento à população, buscamos exercer práticas alinhadas à defesa de negras e negros, indígenas, pessoas com deficiência, mulheres vítimas de violência, pessoas LGBTIs e todo e qualquer grupo oprimido e em situação de vulnerabilidade. Valorizamos as medidas de democratização do ensino como as políticas de ação afirmativa e assistência estudantil comprometidas com a construção de uma universidade pública, gratuita e de qualidade para todas e todos. Nesse sentido, repudiamos veementemente toda prática de segregação e promoção de racismo, machismo, misoginia, LGBTIfobia e discurso de ódio em geral, bem como a utilização de práticas psicológicas como instrumentos de castigo, tortura ou qualquer forma de violência. Nos posicionamos pela afirmação de um mundo mais comum que seja diverso e heterogêneo – e, nesses termos, pela defesa da democracia. O compromisso ético-politico da Psicologia se sustenta pela incansável busca de uma sociedade mais justa e menos desigual. Pelo posto, é inadmissível toda forma de tortura, censura ou prática que fira a liberdade de ativismo e a autonomia universitária. Sem a democracia a Psicologia não pode existir.

Instituto de Psicologia

UFRJ Instituto de Psicologia
Desenvolvido por: TIC/UFRJ